Sobre o evento

Em virtude do sucesso da primeira edição do evento, realizado em São José dos Campos em junho de 2015, outro evento está por vir, desta vez em Porto Alegre. Para saber mais sobre o evento passado, acesse as edições anteriores.

RODADA DE PORTO ALEGRE

A cidade de Porto Alegre é referência em vários pontos por possuir um trânsito modelo no país, ser a cidade, ser a mais arborizadas do mundo, além de ter sido eleita a Capital Cultural do Mercosul 2000, e Melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre as metrópoles nacionais, segundo dados da ONU e do Instituo de Pesquisa Econômica Aplicada/IPEA, 2001. Ao fundo, do lado esquerdo, a Catedral Metropolitana de Porto Alegre. Porto Alegre (RS). Foto: Alfonso Abraaham

Foto: Alfonso Abraaham

No dia 29 de outubro de 2015 acontecerá o workshop “Intercâmbio de Práticas & Ferramentas de Gestão em Organização de Catadores”, no auditório do Palácio do Ministério Público do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

O evento é organizado pelo Instituto Venturi Para Estudos Ambientais e pelo Observatório da Política Nacional de Resíduos Sólidos, com o apoio do CAOMA/MPRS – Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, do Ministério Público Estadual do RS e da Bolsa de Valores Ambientais BVRio.

Seu objetivo é replicar e potencializar práticas e ferramentas de gestão em organizações de catadores, nas próprias organizações e também em universidades, ONGs e instituições que auxiliam o gerenciamento de organizações de catadores. O público esperado é de cooperativados, pesquisadores, acadêmicos, profissionais e gestores públicos interessados em compartilhar experiências técnicas e tecnológicas.

Será uma ótima oportunidade para troca de conhecimento sobre a gestão da coleta, triagem, e destinação de resíduos recicláveis, além de abordar temas como a organização de equipe, retenção de cooperados, gerenciamento administrativo, vendas de material reciclável, prestação de serviço às prefeituras, e todas as demais atividades no âmbito das organizações de catadores.

Antecedentes que justificam o evento

Desde o surgimento da primeira cooperativa de catadores do Brasil, constituída por um grupo que trabalhava e vivia nas ruas, a COOPAMARE (1989) em São Paulo, até os dias de hoje, mais de mil cooperativas de catadores de materiais recicláveis foram criadas e em larga medida, estas cooperativas compartilham as mesmas inadequações em suas atividades de gestão e gerenciamento.

Aspecto Social

Estas inadequações perpassam por todas as etapas da gestão de uma cooperativa, sendo que estas dificuldades são potencializadas pela má formação acadêmica de seus integrantes, somando-se o fato de ser um grupo de pessoas cujas histórias pessoais são dramáticas na maioria das vezes, o que pode dificultar e muito as relações interpessoais.

Oportunidades de Mercado

Não menos importante é o mercado de matérias recicláveis não ser muito interessante do ponto de vista econômico, uma vez que há muitas oscilações de preços, alguns em virtude do mercado internacional. Adiciona-se também a necessidade em muitos casos da figura do atravessador/atacadista/aparista, que faz com que o valor dos materiais recicláveis, pagos às cooperativas seja ainda menor.

Política Nacional de Resíduos Sólidos

Outro fato relevante neste contexto é que a Política Nacional de Resíduos Sólidos delega uma enorme responsabilidade às cooperativas no processo de implementação da legislação, que promove a inclusão produtiva dos catadores, seja através da prestação de serviços de coleta seletiva, seja na prestação de serviços de triagem de recicláveis para as empresas.

Setor Público, Ongs e Academia

Por último, mas não menos relevante, a cooperação de instituições tais como ONGs e universidades, além das prefeituras têm sido de importância capital para que uma pequena parte destas cooperativas tenha atingido algum resultado relevante, mas a grande maioria das cooperativas ainda é verdadeiramente ineficiente.

Por estas razões, somada a necessidade de potencializar resultados junto às cooperativas de catadores, no menor tempo possível, torna-se muito importante ações de multiplicação de experiências exitosas. Trata-se de multiplicar e potencializar práticas e ferramentas exitosas em universidades, ONGs e instituições afins no auxílio da gestão das cooperativas de materiais recicláveis.

Formato

O evento terá formato de workshop, onde as apresentações devem promover o compartilhamento de práticas e vivências. Estas apresentações serão ministradas por Instituições Universitárias & ONGs.

PROGRAMAÇÃO PROVISÓRIA

Local: Palácio do Ministério Público
Praça Mal. Deodoro, 110 – Centro Histórico
Porto Alegre

Manhã

Recicla Pernambuco – Bertrand Sampaio

Todos Somos Porto Alegre – Denise Costa

Gestão de resíduos com inclusão de catadores: Caxias do Sul – Gilberto Meletti

Tarde

Gestão de Produção – ITATIBA/SP – Geraldo Virgínio

Gestão de cooperativas COMARP/Belo Horizonte – Ivaneide Souza

Rede de cooperativas ACAMJG/RJ – Tião Santos

INSCRIÇÕES AQUI!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s